Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

O SIGNIFICADO DE “NAMASTÊ”

O SIGNIFICADO DE “NAMASTÊ”
5 (100%) 8 votos

NAMASTÊ

 

O gesto Namastê representa a crença de que há um brilho divino dentro de cada um de nós.

O gesto é o reconhecimento da alma de um no outro. “Nama” significa saudação ou reverência, “as” quer dizer eu e “te”, você. Logo, Namasté literalmente significa “saudação eu você” ou “Eu saúdo a você” ou seja, O Deus que há em mim saúda o Deus que há em você.

Para fazer o gesto Namastê, colocamos as palmas das mãos juntas na frente do chakra do coração, em frente ao terceiro olho, feche os ohos e arqueie levemente a cabeça. Também pode ser feito da mesma forma, só que trazendo as mãos abaixo do coração. Essa é uma forma especialmente profunda de respeito.

 

 

Apesar de a palavra Namastê no Ocidente ser dita em conjunção com o gesto, na Índia, é compreendido que o gesto por si só significa Namasté e então, não há necessidade de dizer a palavra quando saúda ou reverência.

 

NOSSO GESTO DO NAMASTÊ

 

Trazemos as mãos em direção ao chakra do coração para aumentar o fluxo do amor Divimo. Arquear a cabeça e fechar os olhos ajuda a mente a render-se ao Divino no coração. Pode-se fazer o Namastê a si próprio como uma técnica de meditação para atingir profundamente o chakra do coração; quando feito a outra pessoa, apesar de rápida, é igulamente uma bonita meditação.

Para um aluno ou professor, o Namastê permite que dois indivíduos encontrem-se energeticamente para estabelecer uma conexão e eterno, livre da obrigação da ego-conexão.é feito com um sentimento profundo no coração e com a mente rendida, uma profunda união de espíritos pode florescer.

O ideal é que ambos Namastê sejam feitos no início e final da aula. Usualmente, é feito ao final da aula porque a mente está menos ativa e a energia da sala é mais pacífica. O professor inicia Namastê como símbolo de gratidão e respeito em relação aos alunos e convida a todos para que conectem com a sua linhagem, através disso permite que a verdade flua – a verdade que todos somos um quando vivemos com o coração.

 

Namastê, espírito e ioga

 

Além do aspecto estritamente semântico da palavra namastê, o aspecto filosófico e espiritual que vem do sânscrito dá um significado mais profundo a essa palavra.

Por exemplo, o termo “nama” pode ser interpretado como “nada é meu”, o que significa que meu ego está reduzido a nada, conotando uma atitude de humildade diante do outro. Se essa saudação for de coração, se estabelece uma conexão verdadeira entre as pessoas, acima das expectativas e das máscaras sociais.

Outro significado espiritual dessa multifacetada palavra está na crença de que existe uma centelha divina em cada pessoa. Então, quando a palavra namastê é acompanhada por um gesto ou mudra, com as mãos juntas e uma inclinação de cabeça, estamos reconhecendo essa centelha divina em nós e no outro.

Se nos expressássemos em palavras, seria algo como: “o Deus que habita o meu interior reconhece o Deus que habita em você”.

Como dissemos anteriormente, embora se utilize a palavra namastê no final das aulas de ioga como uma despedida, na realidade ela pode ser tanto uma despedida como uma saudação. O ideal seria começar a prática da ioga dizendo namastê como uma introdução e preparação, e falar novamente no final da aula, quando a mente e o ambiente estão mais calmos.

Geralmente, os instrutores de ioga preferem dizer no final da aula, quando a energia é mais propícia.

A partir de agora, quando ouvir ou falar a palavra namastê, lembre que, de acordo com essa cultura antiga, você está participando conscientemente do processo de evolução espiritual que essa palavra estimula.

 

Namastê, um valor a incluir na nossa vida diária

 

 

Pode ser que você não seja religioso, é possível que também não se veja como uma pessoa espiritual capaz de utilizar a palavra Namastê a partir de agora. Não buscamos isto de forma alguma, só pretendemos fazer você pensar nos valores integrados nesta palavra: a gratidão e o reconhecimento.

De que maneira podemos incluí-los na nossa vida diária? Reflita sobre estes aspectos:

1. Para aplicar o sentido de gratidão, primeiro temos que aprender a sermos humildes, mas cuidado, ser humilde não significa de maneira nenhuma dar tudo aos outros e ficar sem nada.

Ser humilde significa saber conhecer os nossos próprios limites, admitir os nossos defeitos, saber desfrutar e apreciar as coisas simples tendo sempre a mente aberta onde saibamos nos enriquecer com os outros, com o que nos oferecem. Quem é humilde é grato, porque entende como ninguém o verdadeiro valor das coisas.

2. Respeite as pessoas que lhe cercam, respeite a Natureza, e lembre-se também de respeitar a si mesmo.

3. Valorize os seus, atenda, escute, enriqueça-se de conhecimento. Dignifique os outros e a si mesmo como merecem, como parte desse “todo”.

4. Alegre-se por cada coisa que fizer, por cada aspecto que receber dos outros e pelo que lhe cerca, por menor que seja.

5. Agradeça, lembre-se sempre de agradecer por tudo o que vê, sente, recebe… Porque tudo faz parte de você, e a sua pessoa por sua vez também forma parte desse todo onde você poderá encontrar o seu verdadeiro equilíbrio.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
%d blogueiros gostam disto: